Economia da paixão, Infoprodutos, Marketing

Marketing emocional para infoprodutos: conquiste o coração do seu cliente

Com o marketing emocional, você conquista e fideliza o coração do seu cliente. Descubra tudo aqui!

· 4 min leitura >
marketing emocional

Ganhar o coração de um cliente e fidelizá-lo é um dos grandes objetivos de todos os negócios. E para isso, você precisa conhecer os principais meios de como atingir esse resultado.

E isso é possível com o marketing emocional!

A grande parte dos consumidores espera encontrar num produto uma conexão verdadeira com uma solução para a sua dor. Por isso, além de trabalhar a qualidade do seu material, você também deve trabalhar as emoções na hora de vender.

Isso não significa que a sua estratégia de marketing deve ser focada em fazer o seu cliente cair em lágrimas. Mas que você deve entender o que mexe com as emoções do seu público e como trabalhar isso para vender ainda mais.

Neste artigo você vai descobrir o que é o marketing emocional, quais os benefícios de usar essa estratégia na venda de infoprodutos e como você pode aplicá-la.

Aguenta coração, porque esse conteúdo está emocionante!

O que é o marketing emocional?

Você já deve estar cansado de saber que a maioria das nossas ações são tomadas por impulso, e isso não tem nada a ver com um posicionamento racional.

Isso acontece porque o nosso cérebro é bastante instintivo, e é por isso que muitas pessoas acabam realizando compras no “calor da emoção” quando pequenos gatilhos mentais são ativados.

E é aí onde entra o marketing emocional!

Ele é uma estratégia que utiliza a geração de emoções para que uma ação seja realizada, podendo ser tanto uma venda quanto o acompanhamento de uma conta, baixar um e-book ou mesmo curtir um post.

O objetivo é gerar uma conexão com as pessoas e fazer com que o seu produto vá muito além de uma boa solução para um problema, mas algo que pode vir carregado de um significado ainda maior.

Na prática, ele utiliza algumas técnicas da neurociência e as transforma em estratégias de venda, que fazem com que o seu público seja envolvido pelo produto e pelo que ele pode representar.

Assim, você pode ganhar diversos benefícios com essa estratégia, como:

  • Ser lembrado com maior facilidade;
  • Impulsionar as vendas do negócio;
  • Estimular uma relação verdadeira e forte entre o seu público e seu produto;
  • Fazer com que o seu cliente seja um representante da sua marca.

E sabe o por quê de tudo isso?

É muito mais fácil vender um produto pela emoção do que pela razão.

Quando você desenha uma estratégia de venda que fica apenas em conceitos, números e resultados, isso faz com que o seu cliente pense demais e não crie um laço mais forte com a sua ideia.

Mas quando a emoção está em jogo, todos os seus argumentos ganham um peso muito mais forte, e a venda fica mais rápida e simples

Como aplicar o marketing emocional na venda de infoprodutos?

Depois de entender os fundamentos da estratégia de marketing emocional, é a hora de descobrir como colocá-la em prática!

Para isso, você vai precisar seguir alguns pontos essenciais, que vão te oferecer uma base muito mais sólida para construir um plano de comunicação centrado em conquistar de vez o seu cliente.

Confira!

Entenda quais as bases para essa estratégia

O primeiro ponto é entender o que fundamenta essa estratégia. E para isso, eu vou te apresentar três atributos básicos.

Verdade

Falar sobre emoções deve ser um processo autêntico em todos os aspectos.

Não adianta querer atingir o seu cliente com o marketing emocional, se nada do que você construiu foi baseado em um sentimento real. 

As pessoas amam conexões verdadeiras, mas odeiam fingimentos e marcas que utilizam artifícios fracos e superficiais.

Dessa forma, toda a sua comunicação deve ser genuína e estar de acordo com a identidade da marca e o perfil do seu público. Assim, o foco deve ser em transparecer o máximo de legitimidade.

Importância

Outro ponto essencial no marketing emocional, é o nível de relevância que aquela ação oferece para o seu público.

Assim, você vai precisar conhecer a fundo a sua persona e entender o que trabalhar.

Humanização

Aqui está a chave do processo!

Emoções são puramente humanas. Assim, quando você trabalha com o marketing emocional, não existe escapatória: vai precisar humanizar toda a estratégia para que ela funcione.

Descubra qual emoção faria o seu cliente agir

Entendeu como a estratégia funciona? O próximo passo agora é descobrir quais emoções despertar no seu cliente.

Isso porque cada tipo de infoproduto está relacionado a um determinado público. Da mesma forma, esse público possui características, necessidades e dores distintas. E o seu papel é utilizar o marketing emocional para se conectar com essas pessoas.

Vamos usar um exemplo mais prático.

Imagine que você vende um curso online de gestão financeira para profissionais que desejam se especializar na área, já trabalham em empresas de médio porte e sabem que, para crescer no negócio, eles precisam mostrar ainda mais conhecimentos.

Para desenvolver a estratégia de marketing emocional, você vai precisar entender qual seria a melhor emoção a ser despertada em suas campanhas e desenvolver todo o planejamento a partir dela.

Alguns exemplos seriam:

  • Desejo de alcançar novas oportunidades;
  • Medo de não crescer;
  • Expectativa de ser visto pelos superiores;
  • Ansiedade para mostrar mais competência.

Mas lembre-se, tudo vai depender de qual o seu objetivo, como o seu produto pode solucionar a dor do cliente e, principalmente, como esta emoção pode estar verdadeiramente conectada com o propósito do seu negócio.

Fique atento aos elementos utilizados na campanha

Seja na copy, layout de imagens, cores, elementos gráficos, tom de voz das campanhas ou mesmo na forma de veiculação de cada material de venda, deve ser feita a avaliação do impacto de tudo.

Afinal, a emoção surge através de um processo de percepção sobre algo ou alguém. 

Por isso, um detalhe pode fazer com que a sua campanha não gere os resultados esperados, simplesmente porque o seu cliente não sentiu nenhuma emoção, ou mesmo desenvolveu uma emoção negativa sobre um elemento da campanha.

Parece exagero, certo? Mas imagine que você está vendendo um curso de meditação, porém as cores utilizadas na campanha remetem a agitação, energia, e não possuem relação com o seu produto.

A emoção gerada vai ser contrária ao que você precisa, e todo o processo perde sentido.

Como você viu, o marketing emocional é uma estratégia que pode ser utilizada por diversos meios. Mas quando falamos em infoprodutos, a sua importância cresce ainda mais.

Quer saber mais sobre tema de vendas e gestão para negócios digitais? Me acompanha no Instagram!

Deixe seu comentário: