Empreendedorismo, Gestão

Como abrir uma empresa: o passo a passo para o empreendedor digital

Se você possui uma ideia de negócio, mas não sabe como abrir uma empresa e quais os primeiros passos, então é só...

· 3 min leitura >
como abrir uma empresa

Iniciar um empreendimento é uma das maiores decisões a serem tomadas. Afinal, diferente de um emprego CLT, um negócio exige que o empreendedor desenvolva responsabilidades e diversos conhecimentos sobre o mercado, inclusive sobre o processo de como abrir uma empresa.

Assim, a abertura de um negócio envolve diversas particularidades e pontos que nem sempre são falados quando estamos iniciando o negócio.

O que é preciso definir para iniciar as atividades? É melhor formalizar ou manter o processo informal? Quem procurar neste momento?

E para te ajudar a esclarecer estas dúvidas, eu preparei este artigo com alguns dos principais direcionamentos para os empreendedores de primeira viagem.

Boa leitura!

Por que você deve optar pela formalização?

Ninguém gosta de burocracia, e nós vivemos em um país em que as dificuldades para “entrar na legalidade” são tantas que acabam desestimulando a formalização dos negócios.

Além disso, ainda existem os empreendedores que acreditam estar ganhando vantagens através da fuga de impostos. No entanto, quando você escolhe não formalizar o negócio, automaticamente está abrindo mão de diversas oportunidades de crescimento da empresa.

Dessa forma, ao optar pela formalização e registro da empresa, o seu negócio poderá:

  • Realizar a emissão de notas fiscais;
  • Receber acesso a créditos e empréstimos;
  • Formalizar negociações com outros parceiros;
  • Ter acesso a serviços com condições especiais;
  • Gerar maior autoridade sobre seus clientes;
  • Desenvolver uma marca com maior segurança.

4 passos de como abrir uma empresa

Para te ajudar a entender o processo de como abrir uma empresa de maneira simples, eu separei 4 passos essenciais que vão te guiar na abertura do seu negócio. Confira!

Elabore o Canvas do seu negócio digital

O Canvas é uma metodologia que permite desenhar um modelo de negócio de maneira simples e bem intuitiva, utilizando 9 blocos de avaliação:

  • Proposta de valor: o que o seu negócio vai oferecer ao mercado, e qual o real valor a ser gerado;
  • Segmento de clientes: quais os segmentos serão o foco de vendas da sua empresa;
  • Canais: como o cliente vai poder comprar e ter acesso a sua solução;
  • Relacionamento: de que forma a sua empresa estará se relacionando com o público;
  • Atividade-chave: quais são as principais atividades e processos para fazer com que a sua proposta de valor seja entregue ao cliente;
  • Recursos: o que vai ser preciso para realizar as atividades (desde pessoas até materiais e equipamentos);
  • Parcerias: quem são os principais parceiros do seu negócio, tanto para realizar as atividades quanto para fornecer recursos;
  • Fontes de receita: quais são as formas de gerar receita por meio da proposta de valor;
  • Estrutura de custos: custos essenciais para que o negócio possa funcionar.

Assim, o modelo fica dividido da seguinte forma:

Além de ser uma maneira simples de organizar o negócio, o Canvas permite que você possa analisar e planejar as principais áreas do seu negócio e pontuar as estratégias a serem desenvolvidas.

Assim, este é o primeiro passo para que deseja abrir um negócio digital.

Além disso, o Sebrae disponibiliza uma plataforma gratuita para que você possa construir o Canvas do seu negócio

Ao finalizar a elaboração, é importante que você apresente o seu modelo de negócio para uma outra pessoa, explicando como cada uma das áreas irá funcionar. Isso vai te ajudar a visualizar o projeto com muito mais clareza e identificar possíveis falhas no modelo.

Procure a orientação de um contador

Após a definição dos pontos mais relevantes da sua empresa, é preciso procurar a ajuda de um contador para verificar quais as melhores alternativas para a formalização do seu negócio.

Afinal, existem diversas categorias, portes e classificações de empresas que podem ou não se enquadrar no seu modelo de negócio. 

Assim, o ideal é procurar uma assessoria contábil que saiba como o mercado digital funciona e quais as melhores alternativas.

Dessa forma, você poderá realizar o registro do CNPJ da maneira correta e evitar cometer possíveis irregularidades.

Mas atenção: antes de escolher uma empresa para te auxiliar, busque referências e indicações que possam afirmar os seus conhecimentos e competência. Afinal, ela será responsável por realizar o registro do seu empreendimento.

Solicite a emissão de nota fiscal

Depois de realizar o registro do negócio, é preciso solicitar a emissão de nota fiscal para a empresa, já que, no mercado digital, é essencial realizar o envio deste documento para o cliente.

Assim, este processo deve ser realizado na prefeitura da sua cidade, sob a orientação da empresa de contabilidade escolhida.

Registre a sua marca

E agora que você já passou por todas as fases do registro e formalização da empresa, chegou a etapa que, em muitos casos, é desconhecida pelos empreendedores: o registro de marca.

Alguns podem até pensar que esta é uma etapa sem importância, e que apenas os grandes negócios precisam registrar a sua marca. Mas vamos imaginar uma situação.

Você acabou de lançar o seu primeiro infoproduto, e ele vem te rendendo muitos resultados. E quanto mais você cresce, mais ele é conhecido pelo seu público, e isso te enche de orgulho.

Mas, num dia você acorda, e recebe uma notificação de que o seu produto foi registrado por uma outra empresa, com o mesmo nome, mesmo ramo e mesmo logo. Esse pode ser o seu pior pesadelo, mas é uma realidade para vários negócios no país.

Por isso, a realização do registro de marca é uma etapa tão importante quanto as demais, pois ela vai garantir que a imagem do seu negócio está segura e não poderá ser utilizada por outras pessoas.

E se você quer saber como esse processo funciona, é só conferir o site do INPI.

Ao abrir uma empresa, é preciso entender que este processo irá exigir muito planejamento e preparo.

Apesar de muitos gurus do empreendedorismo pregarem a ideia de que você precisa apenas “meter a cara” e iniciar o negócio, caso não realize o preparo necessário, a probabilidade da empresa não sobreviver é muito grande.

Assim, por mais que você esteja ansioso para iniciar um novo empreendimento, dedicar um tempo maior ao planejamento fará com que alguns erros e problemas sejam evitados

Quer ficar por dentro de mais dicas sobre gestão? Então me segue no Instagram!

Deixe seu comentário: