Marketing Digital

Debriefing: o que é, como fazer e importância nos lançamentos

Entenda de uma vez por todas o que é o debriefing, como ele funciona e como levar para a sua estratégia de...

Escrito por Rafael Carvalho · 3 min leitura >
debriefing

Você provavelmente já ouviu alguém falar que iria fazer o debriefing do lançamento e pensou: “Debriefing? O que é isso?”. Esse termo é pouco usado no mercado, mas a prática do debriefing é muito utilizada e útil.

Esse método é uma etapa crítica, embora muitas vezes subestimada, no ciclo de vida de qualquer projeto ou lançamento de produto.

Apesar de sua origem militar, onde o debriefing era utilizado para revisar missões e operações, o termo foi adaptado pelo mundo corporativo devido a sua eficácia em promover aprendizado e refinamento contínuo dos processos.

Quer entender melhor? Continue a leitura.

O que é debriefing?

O debriefing é uma reunião que ocorre após a conclusão de um projeto, evento, lançamento ou campanha, com o intuito de analisar o que foi feito, avaliar os resultados alcançados e identificar oportunidades de melhoria.

Este processo envolve uma discussão em equipe que, geralmente, é estruturada da seguinte forma:

  • Revisita aos objetivos estabelecidos;
  • Análise do desempenho geral;
  • Discussão sobre os desafios enfrentados durante a execução.

Pode-se dizer que o debriefing permite uma avaliação crítica e construtiva de cada passo do projeto. Assim, permite que os envolvidos transformem experiências, sejam elas positivas ou negativas, em conhecimento para as próximas oportunidades.

Isso leva ao desenvolvimento de um ciclo virtuoso de aprendizado e aperfeiçoamento, essencial para o crescimento sustentável de qualquer negócio.

No contexto dos lançamentos, o debriefing assume uma função ainda mais crítica, visto que proporciona um entendimento mais claro sobre o desempenho do infoproduto no mercado, as reações dos consumidores e a eficácia das estratégias de marketing adotadas.

Por que fazer debriefing nos lançamentos digitais?

O debriefing após os lançamentos de infoprodutos visa a melhoria das estratégias de marketing e vendas em momentos futuros.

Para isso, é feita uma análise detalhada do desempenho do lançamento, identificando pontos fortes, áreas de melhoria e lições aprendidas. Os principais motivos para realizar um debriefing após os lançamentos são:

  • Analisar quantas unidades foram vendidas, receita gerada e a taxa de conversão;
  • Avaliar o nível de engajamento do público durante o pré-lançamento e lançamento, incluindo taxas de abertura de e-mails, cliques em links e participação em webinars;
  • Identificar qualquer problema ou obstáculo que surgiu durante o lançamento, como problemas técnicos ou falhas na comunicação;
  • Coletar e analisar feedback negativo dos clientes para entender o que não funcionou bem e como pode ser melhorado;
  • Identificar áreas onde os recursos (tempo, dinheiro, esforço) foram bem utilizados e onde houve desperdício, para otimizar a alocação de recursos em lançamentos futuros.

Com isso, é possível utilizar as informações coletadas para fazer ajustes e otimizações nas estratégias de marketing, mensagens, processos de vendas e suporte ao cliente. Além de identificar oportunidades para inovar e diferenciar futuros lançamentos com base em tendências de mercado e feedback dos clientes.

Portanto, é importante documentar as lições aprendidas para utilizar futuramente, ajudando a evitar os mesmos erros e possibilitando replicar os sucessos.

O debriefing após os lançamentos é essencial para uma abordagem estratégica e orientada por dados, permitindo que todos da equipe aprendam continuamente e melhorem suas práticas.

Como funciona? Passo a passo

O processo de debriefing pode variar de acordo com a situação, mas geralmente segue uma estrutura básica que consiste em:

Revisão dos objetivos e resultados alcançados

O primeiro passo em qualquer sessão de debriefing é revisitar os objetivos originais do projeto ou lançamento e depois compará-los com os resultados reais alcançados.

Isso envolve não apenas olhar para as métricas, mas também compreender as expectativas e os padrões que foram definidos desde o início.

Identificação de sucessos e boas práticas

Depois de revisar os objetivos e resultados, o próximo passo é identificar e discutir os aspectos do lançamento que foram bem-sucedidos.

Esta é a hora de reconhecer e entender o que a equipe fez corretamente e quais estratégias ou táticas devem ser mantidas e possivelmente replicadas em futuros lançamentos.

Nesse momento, é comum que a equipe seja muito criteriosa consigo mesmo e, muitas vezes, não encontre pontos positivos. No entanto, é preciso ter cuidado para não deixar passar boas práticas por realizar uma análise incoerente.

Análise de desafios

A etapa final envolve uma avaliação dos desafios e fracassos que surgiram durante o lançamento.

É crucial abordá-los de maneira aberta e não defensiva, para que possam servir como uma fonte de aprendizagem. Entenda que aquele momento já passou, então é importante ter as informações abertamente para não errar novamente em próximos lançamentos.

Depois de identificar essas áreas de melhoria, a equipe deve trabalhar em conjunto para traçar um plano de ação que evite problemas similares no futuro e melhore o desempenho geral nos próximos lançamentos.

Coleta de feedback da equipe

Essa etapa, na verdade, ocorre de forma intríseca em cada etapa, mas vale ressaltar o quão importante é coletar feedback detalhado de todos os membros da equipe envolvidos no lançamento.

Assim, cada participante pode oferecer insights únicos sobre o que funcionou bem e o que poderia ser melhorado.

Isso promove uma visão geral do lançamento, considerando diferentes perspectivas e experiências. Portanto, incentivar uma comunicação aberta e honesta é essencial para que todos se sintam à vontade para compartilhar suas opiniões.

Ferramentas para o debriefing

Para conduzir um debriefing de lançamento digital de forma eficaz, várias ferramentas podem ser utilizadas para facilitar a coleta de dados, análise, colaboração e documentação. No geral, é importante contar com:

  • Ferramenta de comunicação: por exemplo, Slack, WhatsApp, Zoom e Google Meet
  • Ferramentas de gestão de projetos: tais como Trello e Asana
  • Ferramentas de análise de dados: aqui vai depender de como foi guiada  a sua coleta de dados, mas é comum contar com Google Analytics e CRMs. 
  • Ferramentas de questionário: SurveyMonkey, Typeform e Google Forms são os mais famosos.
  • Funcionalidades adicionais como whiteboard digital: Miro, Figma e Notion.

Entender sobre debriefing: o que é, o passo a passo de como fazer e as plataformas a serem utilizadas é fundamental para implementar este processo de forma eficaz.

Para aprender mais sobre lançamentos e empreendedorismo digital, siga-me no Instagram @eu.rafaelcarvalho.

Escrito por Rafael Carvalho
Rafael Carvalho atua no mercado de marketing digital, educação online e infoprodutos desde 2011. Autor best-seller do livro Paixão S.A., ele também foi vencedor do prêmio Empreendedor de Sucesso, da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. → Siga-me no Instagram @eu.rafaelcarvalho. Profile

Deixe seu comentário:

plugins premium WordPress