Carreira, Motivação

10 Comportamentos que afastam o sucesso

Alcançar o sucesso é o desejo de qualquer empreendedor. Porém em alguns casos as coisas tendem a não sair conforme esperado. Sabia...

· 4 min leitura >
10 Comportamentos que afastam o sucesso

Quando conhecemos histórias que nos motivam é natural buscarmos mais afundo e tentarmos descobrir o que levou aquelas pessoas ao sucesso. No ambiente corporativo algumas ações podem ser decisivas nesse processo.

Não só ao ouvir histórias, você mesmo pode presenciar e atestar essas constatações. Quando você passa décadas trabalhando com executivos e líderes empresariais, você não pode deixar de observar o que funciona e não funciona em longo prazo.

Pode-se perceber que não são características intrínsecas ou hábitos pessoais que determinam se você será bem-sucedido ou não, mas sim o seu comportamento.

E o que quer dizer “comportamento” nesse contexto? Como você reage ao estresse em longo prazo. Se você cumpre seus compromissos ou não. Como você interage com os outros. Sua atitude com os clientes. Como você está disposto a agir para fazer o trabalho direito. Se você está focado e disciplinado ou disperso e distraído. Esses tipos de coisas.

Alguns empreendedores e CEOS são bem disfuncionais, e, mesmo assim, fazem bem para os seus próprios interesses por muito tempo. Porém, mais cedo ou mais tarde, geralmente quando a pressão de situações que não estão indo bem explode, eles apresentam comportamentos autodestrutivos. Infelizmente, na maior parte das vezes, eles levam os seus negócios para baixo com eles.

Se o comportamento é tão importante, como começar? A resposta está a seguir, nos 10 comportamentos que você nunca vê em pessoas de sucesso, adaptada da publicação do Steve Tobak na Entrepreneur.

Afinal, os exemplos ruins sempre nos ajudam a evitar erros. Se você quer ser bem-sucedido e tornar o seu negócio realmente grande, dê uma boa olhada no espelho com a ajuda da lista, e descubra se alguns desses comportamentos limitantes para a sua carreira estão presentes na sua rotina.

1. Ingenuidade

ingenuidade

Com certeza, todos nós começamos com os olhos abertos para tudo e crédulos, mas quanto mais cedo você converter isso para olhos mais experientes e céticos, melhores serão as suas chances de ter sucesso. A razão é simples: os ingênuos não vencem. Aprenda a questionar tudo o que lê e escuta, e sempre considere a fonte.

Quanto mais amadurecemos mais nossas percepções serão apuradas e capazes de identificar potenciais perigos e situações que devem ser evitadas.

2. Pânico

panico

Situações de grande pressão são comuns no mundo dos negócios. As coisas quase nunca saem conforme o planejado e, muitas vezes, elas dão errado. Se você não pode substituir o pânico pela calma em um momento de crise, você não dominará o seu negócio e nem saberá a valiosa forma de aprender a encontrar soluções para momentos críticos.

3. Fanatismo

fanatismo

A paixão é um grande condutor do sucesso, mas quando você cruzar a linha e se tornar o maior fanático pelo seu negócio, ele trabalhará contra você. O fanatismo pode levar a uma percepção distorcida da realidade, a raciocínios falhos e a tomadas de decisão ruins.

4. Preguiça

preguica

As pessoas que conquistam o sucesso sabem que tudo depende de muito trabalho em longo prazo. É por isso que elas estão sempre focadas e disciplinadas. Porém, a maioria das pessoas é preguiçosa. Esse é o motivo por que a maior parte delas não consegue realizar grandes feitos. Simples assim.

Por mais que você crie um planejamento e programação, a preguiça impede você de realizar essas demandas. Você acaba sendo postergando as atividades para outro momento e em muitos casos acaba não realizando ou fazendo de forma superficial.

5. Mentalidade fixa em respostas rápidas

facil

Steve Jobs já dizia: “Metade do que separa os empreendedores de sucesso daqueles mal sucedidos é a pura perseverança”, e se você não for apaixonado pelo que faz, você não terá perseverança. Muitas pessoas querem gratificação instantânea nos dias de hoje, mas o sucesso não acontece de um dia para o outro.

6. Mau comportamento

mal-comportamento

Quando há dificuldades em lidar com sentimentos como ciúmes, vergonha, inferioridade, entre outros, e você os transfere para as pessoas que trabalham com você, agindo com raiva, você faz de você mesmo e de todos à sua volta miseráveis. E o pior: esse tipo de comportamento acaba com a sua carreira. Em qualquer situação de nossa vida precisamos lidar com pessoas, construir relacionamentos positivos com elas podem auxiliar para o sucesso, já o contrário pode levar ao fracasso.

7. Egoísmo

egoismo

Se você agir como se o mundo girasse em torno de você, é melhor ter muito talento para apoiar essa ideia. Mesmo assim, ser excessivamente egocêntrico vai diminuir a sua eficiência. O negócio não é sobre você. Trata-se de negócio e sobre a experiência dos seus clientes com os seus próprios produtos. Lembre-se de quem serve nesse relacionamento.

O egoísmo pode fazê-lo colocar as suas perspectivas acima de qualquer outra, deixando de levar a opinião do consumidor e fazendo-o fracassar. Afinal, o foco central é sempre trazer a melhor experiência para o seu cliente e cativá-lo, isso somente é possível por atender os seus desejos.

8. Viver no passado ou no futuro

AA014562

É verdade que podemos aprender com o passado, mas pensar nisso é algo autodestrutivo. Da mesma forma, você pode planejar e sonhar com o futuro, mas se suas ações não estão focadas no presente, você nunca vai conseguir conquistar os seus planos ou os seus sonhos.

9. Indiferença

Indiferença

Se você diz frases como “está tudo bem” e “sem problemas” muito ultimamente, não se iluda – você raramente vai ouvi-las de pessoas realmente talentosas. Pessoas talentosas podem ser várias coisas, mas indiferentes pode ter certeza de que elas não são.

10. Hipersensibilidade

Seriedade

Se você é tão sensível que qualquer crítica o deixa louco, e cada pequena coisa é capaz de ofendê-lo, você ainda está distante do mundo real dos negócios. Há um bom motivo para os líderes de negócio geralmente terem bom senso de humor e humildade: isso é praticamente uma exigência. Não se leve tão a sério.


E então, se identificou com algum desses comportamentos? Ainda que a carapuça não lhe caia sob medida, você deve ter ao menos dois ou três comportamentos para trabalhar neles. Então, se olhar novamente para o lado positivo, pelo menos você não se mostra indiferente e agora já sabe por onde começar.

Que tal fazer uma pausa para refletir sobre os seus comportamentos? Comente aqui sobre o que achou dos tópicos abordados no texto!

Deixe seu comentário: