Carreira, Cursos online, Economia da paixão, Empreendedorismo, Renda extra

O que é passion economy?

Você conhece o termo passion economy? Quer saber mais sobre este assunto novo no Brasil? Então, leia este post e confira o que...

· 4 min leitura >
Passion economy

Você sabe o que é passion economy? É uma expressão americana que nasceu no Vale do Silício e está ganhando cada vez mais espaço no Brasil. Provavelmente, você está acompanhando as estatísticas e percebeu como a pandemia impactou o panorama do emprego no nosso país, não é verdade?

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no terceiro trimestre de 2020, já tínhamos mais de 14,1 milhões de desempregados. Esse cenário foi ideal para que essas pessoas desocupadas involuntariamente começassem a pensar na passion economy.

Ficou curioso? Quer saber mais sobre esse assunto novo? Então, continue a leitura e confira!

O que é passion economy?

Mas, afinal, o que é passion economy? Em tradução livre, podemos chamá-la de economia da paixão. Isso mesmo! Ela acontece quando transformamos nossas paixões em negócios. Por isso, o cenário de desemprego no Brasil foi o grande impulsionador desta nova tendência.

Nessa economia as pessoas transformam seus hobbies e habilidades em uma alternativa para ganhar dinheiro, seja como negócio próprio ou como renda extra. Portanto, podemos dizer que ela é uma nova modalidade de empreendedorismo.

Vale destacar que na economia da paixão a Internet tem muita influência, já que é necessário criar um relacionamento saudável com a audiência para que os produtos e serviços desenvolvidos possam ser vendidos com mais facilidade.

Dessa forma, os infoprodutos estão entre os principais meios para transformar paixão em meio de subsistência. Já que o produtor de conteúdo usa os seus conhecimentos e as suas habilidades para desenvolver produtos ou serviços que atendam as expectativas do seu público-alvo.

Em resumo, a passion economy permite que as habilidades das pessoas se tornem negócios, que, por sua vez, podem ser uma fonte de lucro ou renda extra. Portanto, assim como os americanos, os brasileiros também estão usando a sua paixão para escalar seus negócios como empreendedor ou freelancer.  

Dessa forma, pessoas que jogavam videogame apenas por prazer estão produzindo conteúdos nas redes sociais e conquistando patrocinadores. Ou, ainda, temos aquelas que faziam bolos e doces para a família, mas na necessidade percebeu que podia transformar esse hobby em um curso online para compartilhar seu conhecimento com outras pessoas.

Quais são as principais características da passion economy?

A principal característica da passion economy é a individualidade. Já que você monetiza o seu hobby ou, ainda, as suas habilidades e conhecimentos. Portanto, é uma maneira de compartilhar a sua melhor versão com outras pessoas em troca de uma remuneração.

Outra característica da economia da paixão, é que você não trabalha mais de forma mecanizada, pois faz aquilo que ama. Ou seja, o trabalho deixa de ser uma obrigação para se tornar um prazer. Isso abre portas para a criação de novas formas de trabalhar.

Também vale destacar que o negócio gerado por essa tendência é nichado, ou seja, é mais específico. Já que ele se concentra na criação e no compartilhamento de conteúdo que uma pessoa detém. Assim como na sua transformação, principalmente, em infoprodutos.

Ademais, a economia da paixão é uma forma de capitalizar a criatividade de uma pessoa, bem como conectá-la com outros indivíduos que também compartilham da mesma paixão. Por isso, o uso de canais digitais também pode ser considerado uma característica marcante desse tipo de empreendedorismo.

Por fim, não posso deixar de falar da utilização de plataformas digitais que permitem que os negócios baseados na passion economy se tornem realidade. Já que elas oferecem suporte para que os conhecimentos sejam transformados em produtos e serviços, bem como facilitam a sua distribuição para os consumidores.

Lembre-se de que na economia da paixão não há limites definidos para quem pode comprar. Já que é uma relação onde uma pessoa vende seus conhecimentos para muitas outras por meio dos canais e das plataformas digitais.

Qual é a diferença entre gig economy e passion economy?

Mas, afinal, qual é a diferença entre gig economy e passion economy? Vale destacar que esse primeiro tipo de empreendedorismo surgiu antes. Nele as pessoas trabalhavam com algo apenas para obter uma forma de subsistência.

Assim como elas aceitavam trabalhos mais generalistas e não se importavam com o impacto deles na sua qualidade de vida. Já que o foco era apenas finalizar a tarefa e receber a remuneração. 

Esse modelo gerou muito estresse financeiro e psicológico nesses indivíduos. Por isso, a passion economy começou a ganhar mais espaço. Na economia da paixão as pessoas têm mais liberdade para fazer aquilo que dá prazer.

Além disso, os produtos e serviços são mais variados e criativos, bem como são ofertados com base na interação direta e na lealdade entre o produtor e o consumidor. Portanto, no gig economy o crescimento de um negócio estava vinculado aos processos e aos trabalhos concluídos.

Já na passion economy, você consegue alavancar os seus negócios na mesma proporção que expande a sua audiência. Ademais, a oferta de produtos ou serviços diferenciados também impactam positivamente neste processo.

Como aplicar a passion economy nos negócios digitais?

Como mencionei diversas vezes durante o texto, a passion economy está diretamente ligada com os negócios digitais, pois as pessoas criam, em sua maioria, produtos ou serviços digitais com base nas suas habilidades e conhecimentos para oferecer para o maior número de pessoas possíveis na Internet.

Por exemplo, se você gosta muito de ler livros de romances, pode criar um canal no YouTube com resenhas sobre esses livros. Então, pessoas com a mesma paixão que você assistiram os seus vídeos. Dessa forma, você consegue criar uma audiência fiel que chama a atenção de patrocinadores, que, por sua vez, ajudam a monetizar o seu canal.

Mas a principal forma de capitalizar o conhecimento por meio da economia da paixão é a criação de cursos online. Assim, você consegue distribuir o seu repertório e as suas experiências em um determinado assunto de maneira mais organizada por meio de plataformas digitais, como a Hotmart e a HeroSpark, por exemplo.

Por isso, se você pretende empreender por meio de uma paixão, não perca tempo! Invista nos seus sonhos e conquiste o sucesso tanto na vida pessoal quanto profissional. Gostou de conhecer mais sobre a passion economy?

Então, não deixe de compartilhar esse texto nas suas redes sociais para que os seus amigos também tenham acesso ao nosso conteúdo.

7 Replies to “O que é passion economy?”

Deixe seu comentário: