Motivação

Ter empatia não significa ser bonzinho

É possível ter empatia sem ser bonzinho. Empatia é se colocar no lugar do outro e tentar perceber o que essa pessoa sente....

· 1 min leitura >
Ter empatia não significa ser bonzinho

Empatia.

É sobre essa palavra, tão bonita e – porque não – desgastada que decidi mandar a letra de hoje.

Empatia não significa sentir pena e está longe de significar ser bonzinho.

Empatia é a capacidade de sentir o que outra pessoa está passando, caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. O bom e velho: se colocar no lugar do outro. Só isso. Será mesmo? É simples se colocar no lugar do outro?

Pegadinha: ter empatia por um semelhante é colocar-se no lugar do outro ou manter-se na mesma posição?

Vamos fazer um teste bem difícil. Você vai se assustar, mas mantenha a calma e continue lendo, prometo que será apenas um teste.

Vamos lá. Puxe na memória aquela figura histórica que você mais repudia. Pense nela por alguns segundos. Lembrou? Está com aquele sentimento de “nojo”? Perfeito. Agora faça valer sua empatia, se coloque no lugar dela, sinta o que ela sentiu, pense sobre o que ela estava pensando, na situação que estava vivendo.

Faça esse exercício por alguns minutos – não mais que 5 – afinal, segurança psicológica é importante. Consegue entender porque sua “figura histórica digna de repúdio” fez o que fez, falou o que falou?

Difícil!? Impossível!?

Eu avisei.

Nesse momento você já deve estar pensando que eu sou meio doido. Concordo – em partes – e confesso que o texto de hoje é uma viagem. Pensei nele como uma jornada para além do senso comum e espero que você ainda esteja comigo até aqui. Já estamos terminando.

Voltando ao exercício, percebeu um pequeno detalhe? Em momento algum eu pedi para você concordar com seu “personagem histórico de grande repúdio”. Também não pedi para você gostar dele.

Exercer empatia e fazer juízo de valor são coisas completamente diferentes.

Colocar-se no lugar do outro para ser o seu melhor. Essa é a ideia! Vamos fechar a letra de hoje fazendo aquela interpretação de texto digna de ENEM.

Notou que apenas o sujeito – aquele que exerce a ação – é beneficiado? E que existe uma relação de causa e efeito?

Você não precisa concordar e muito menos gostar do outro. Você só precisa ser capaz de se colocar no lugar dele. E você, só você mesmo, se tornará uma pessoa muito melhor ao fazer isso.

Você será o seu melhor ao se colocar no lugar do outro. Só depende de você!

Pense nisso e boa semana.

Ser igual é chato demais!

Ser igual é chato demais!

Rafael Carvalho em Motivação
  ·   1 min leitura

Deixe seu comentário: