Sair do emprego para empreender: 6 dicas do que eu fiz

  • Autor do post:
  • Última modificação do post:15 de julho de 2024
  • Comentários do post:0 Comentário
  • Tempo de leitura:21 minutos de leitura

Já comentei por aqui que tenho o hábito de parar por alguns períodos para refletir sobre meu futuro e reavaliar se realmente estou tomando as decisões que me colocam no caminho das minhas realizações.

Lembro como se fosse hoje quando parei para refletir sobre minha vida no final de 2010.

Eu era um Engenheiro de Telecomunicações recém formado em uma Universidade Federal, trabalhando numa grande consultoria para a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e com um futuro “praticamente definido”.

Eu poderia aproveitar toda a experiência na consultoria de grande porte (sim, eu viajava de terno e gravata para fazer reuniões com figurões em Brasília) e seguir nesse mercado.

Ou poderia prestar um concurso público — decisão de quase 80% dos meus colegas de faculdade.

Bem perto do final de 2010, eu parei num final de semana para responder às 6 perguntas e reavaliar se estava seguindo o caminho que meu coração apontava. A resposta foi um grande “NÃO”.

Eu simplesmente não conseguia me enxergar trabalhando naquelas posições. Eu queria mais. Queria fazer mais. Eu queria impactar mais, produzir mais, criar mais. Eu queria viver mais.

Foi então que iniciei meus planos para sair do emprego para empreender e arriscar iniciar meu próprio negócio.

Não foi algo da noite para o dia, precisei desenhar um bom plano para poder mudar com segurança. Afinal, nessa época eu já estava casado e com diversas responsabilidades assumidas.

Sempre que posso gosto de compartilhar os passos que segui com quem está começando a empreender ou em fase de transição do emprego para o negócio próprio.

Agora decidi colocar os passos que segui e recomendo também aqui no blog para de alguma forma contribuir com a sua jornada.

Como saber a hora de sair do emprego para empreender?

Olha, esse é um sentimento que é bem diferente para cada pessoa. Mas tudo inicia a partir de uma mesma sensação: o cansaço.

Cansaço de ter a mesma rotina, de depender de outras pessoas para conseguir chegar mais longe, de um ambiente tóxico ou que não contribui com o seu crescimento, de não conseguir mais ganhos financeiros, etc.

A lista é imensa, não tem como negar. E se você está na dúvida se é o momento de sair do emprego para empreender ou é melhor ficar onde está, eu proponho uma pergunta: onde você está hoje contribui com os seus objetivos do futuro?

Pense nessa resposta com cuidado.

Qual a melhor forma de sair de um emprego?

É muito importante planejar bem antes de tomar a decisão, tendo em mente suas obrigações contratuais e os próximos passos a serem seguidos.

Com a decisão tomada, tenha uma comunicação clara com seus gestores, tanto para informar sobre sua decisão quanto para organizar sua saída definitiva.

Busque agir com ética e profissionalismo durante todo o processo, você não vai querer iniciar uma nova jornada fechando portas.

6 dicas de como sair do emprego para empreender

Pedir para sair do emprego é uma decisão importante e deve ser feita de maneira planejada, profissional e respeitosa.

Aqui estão algumas dicas que você pode seguir para pedir demissão:

1 – Já sabe por que você quer sair do emprego atual? Calma, ainda não peça demissão

Sim, a primeira coisa a fazer é não sair correndo de onde você está hoje. Para mudar você vai precisar de dinheiro e o dinheiro certo que você tem hoje é do seu trabalho atual.

Além disso, existem boas chances de você não conseguir criar um negócio bem-sucedido na primeira tentativa. Então o mais seguro para você e sua família é manter seu trabalho atual.

2 – Crie uma reserva para emergências

Comece a guardar dinheiro enquanto você tem uma renda fixa.

Procure criar uma poupança o suficiente para manter você e sua família por pelo menos um ano. Dessa forma, quando for o momento de se dedicar 100% ao seu negócio, você não terá tanta pressão para obter retorno logo no primeiro mês.

E caso tudo dê errado, seguindo essa dica você não deixará sua família em necessidade e terá tempo de reavaliar suas decisões.

3 – Comece com algo que tenha retorno no curto prazo

Eu sei, seu sonho é construir algo grandioso. Ok, o meu também era.

A realidade é que construir algo grandioso demanda muito tempo e dinheiro, justamente as duas coisas que você não tem sobrando nesse momento. Então, o melhor é dividir seu sonho em partes e executar primeiro a parte que vai dar retorno no curto prazo.

Por exemplo, se sua ideia é construir uma plataforma de ensino. Para e pense: é possível começar vendendo consultoria? Sim, é possível. Então faça isso e conquiste seus primeiros clientes.

4 – Trabalhe pela noite e nos finais de semana

Finais de semana são para descansar? Trabalhar mais de 8 horas por dia é loucura? Se você pensa assim, esse é o momento de desistir e agradecer muito por ter seu emprego. Fique feliz onde está e se esforce muito para não ser demitido.

Caso contrário, prepare-se para uma jornada pesada nos primeiros meses. Você precisará começar um novo negócio do zero e isso exige muita energia.

Em paralelo, você não deve deixar a peteca cair no seu emprego atual senão perderá sua renda segura. O melhor a fazer é conversar com todos da sua família, compartilhar seu sonho com eles e explicar que você passará por meses bem intensos.

Sim, sua família precisará dar apoio e estar confortável com seus novos desafios.

Agora, arregace as mangas e mãos à obra!

5 – Avalie os resultados a cada semana

Ficar sem dinheiro antes de concluir sua transição é uma das piores coisas que pode acontecer. Se você não tiver muito foco e disciplina, tem grandes chances disso acontecer.

Por isso, recomendo que desde o início estabeleça um dia por semana para parar e avaliar os resultados que está obtendo durante sua transição.

Está conseguindo avançar, conquistou os primeiros clientes? Já está com alguma receita? E por aí vai. Faça esse checklist todas as semanas e corrija o que não estiver indo bem.

Caso perceba que não está avançando, que seu plano não está sendo bem sucedido. Pare, reavalie, procure identificar onde de fato não está funcionando e busque ajuda para resolver o problema.

Resumindo: o pragmatismo é fundamental.

6 – Tome a sua decisão e saiba como pedir para sair do emprego

Se tudo correr bem, em algum momento você precisará tomar uma decisão importante: pedir demissão ou não?

Perceba que se você seguir esse plano que tracei, quando esse momento chegar você já vai estar trabalhando por algumas semanas no seu negócio e já terá boas condições para decidir se quer mesmo ter um negócio próprio ou se prefere ficar no emprego onde está.

Então, respire fundo e tome sua decisão.

É melhor empreender ou ser funcionário?

Não vou mentir, sair do emprego para empreender é BOM DEMAIS.

Mas nem tudo são flores. Quando se é funcionário, você tem a certeza do seu salário no começo do mês, benefícios, rotinas e muitas outras coisas. Já quando você empreende — principalmente no começo — todo dia é uma surpresa diferente.

Eu não sinto falta de ser funcionário. Hoje tenho o meu próprio negócio, construí a HeroSpark com meu sócio e estou colhendo os resultados dos meus esforços. 

Mas não se iluda: fácil não foi.

É possível conciliar emprego com negócio próprio?

Sim, é possível conciliar um emprego com um negócio próprio, mas isso pode ser bastante desafiador e exigir um planejamento cuidadoso.

Vou te mostrar algumas considerações e dicas que podem te ajudar a equilibrar essas responsabilidades:

Gerencie seu tempo com eficiência

Planeje seus dias de forma eficiente para acomodar tanto o seu trabalho regular quanto às demandas do seu negócio.

Crie uma agenda que inclua tempo dedicado a ambas as atividades, sem esquecer da vida pessoal também.

Defina prioridades claras

Identifique quais tarefas e compromissos são mais importantes em seu emprego e em seu negócio.

Isso vai te ajudar a focar nas áreas que exigem sua atenção imediata.

Comunique-se com seus empregadores e clientes

Seja transparente com a empresa em que atua e seus gestores sobre sua situação e se certifique de que não está violando nenhuma política interna.

Mantenha uma comunicação clara com os clientes do seu negócio sobre seus horários de disponibilidade e prazos.

Estabeleça limites

É importante definir limites e evitar se sobrecarregar. Defina horários de trabalho e tempo para o seu negócio, bem como tempo para descanso e vida pessoal.

Se for o caso, e se possível, delegue algumas das responsabilidades do seu negócio para outras pessoas, como colaboradores ou parceiros de negócios. Isso pode aliviar parte da carga de trabalho.

Mantenha um olho nas finanças

Utilize a automação sempre que possível para simplificar tarefas repetitivas em seu negócio, economizando tempo e esforço.

Também dedique parte desse tempo e esforço para monitorar cuidadosamente as finanças do seu negócio e se certificar de que ele seja financeiramente sustentável.

Isso é especialmente importante quando você está dividindo seu tempo entre um emprego e um negócio.

Esteja preparado para fazer sacrifícios

Conciliar um emprego e um negócio próprio pode exigir sacrifícios, como menos tempo livre.

Por isso, esteja preparado para isso e avalie se os benefícios a longo prazo superam as desvantagens.

Considere o apoio de um mentor

Se possível, busque orientação de alguém que tenha experiência em equilibrar um emprego com um negócio próprio. Um mentor pode oferecer conselhos valiosos.

Qual a melhor área para trabalhar por conta própria?

A melhor área para trabalhar por conta própria ou iniciar um negócio depende muito dos seus interesses, habilidades, experiência e objetivos pessoais.

Existem muitas opções disponíveis para empreendedores e freelancers. Entre as mais populares, temos:

  • Tecnologia da informação (TI): Desenvolvimento de software, design de websites e suporte técnico são algumas das oportunidades disponíveis na área de TI;
  • Consultoria: Se você possui conhecimentos em uma determinada área, como consultoria de negócios e financeira, por exemplo, pode atuar como consultor.
  • Educação: Ensinar ou criar cursos online, treinamento profissional e educação à distância são áreas em crescimento na educação;
  • Artes e design: Se você é um artista, designer gráfico, fotógrafo ou ilustrador, pode trabalhar por conta própria oferecendo seus serviços para clientes;
  • Saúde e bem-estar: Saúde, nutrição, terapia, massagem e yoga são áreas relacionadas à saúde e bem-estar que permitem empreender;
  • Setor alimentício: gosta de cozinhar? Você pode considerar a abertura de um restaurante, food truck ou negócio relacionado à alimentação;
  • Comércio eletrônico: Iniciar uma loja online, seja vendendo produtos físicos ou digitais, é uma opção popular para empreendedores;
  • Serviços de marketing e publicidade: Oferecer serviços de marketing, como social media, SEO ou criação de conteúdo pode ser uma opção lucrativa;
  • Construção e reforma: tem habilidades em carpintaria, encanamento, eletricidade ou construção? Você pode iniciar um negócio de construção ou reforma;
  • Turismo e hospitalidade: Se você mora em uma área turística, pode considerar a abertura de um hotel, pousada, restaurante ou agência de viagens.

Como trabalhar sozinho e ganhar dinheiro?

Trabalhar por conta própria e ganhar dinheiro pode ser uma ótima maneira de ter controle sobre sua carreira.

Vou compartilhar algumas dicas para começar a trabalhar sozinho e ganhar dinheiro:

Identifique suas habilidades e paixões

Comece identificando suas habilidades, conhecimentos e paixões. O que você faz bem? O que você gosta de fazer?

Essas são algumas pistas importantes para encontrar a direção certa para iniciar o seu negócio.

Pesquise o mercado

Faça uma pesquisa de mercado para entender a demanda por produtos ou serviços na área em que você deseja atuar.

Isso vai ajudar você a determinar se há um mercado viável para o que você está oferecendo.

Desenvolva um plano de negócios

Crie um plano de negócios detalhado que inclua sua visão, metas, estratégias de marketing, análise de concorrência, estrutura de preços e projeções financeiras.

Um plano de negócios sólido é essencial para orientar seu empreendimento e pode ser determinante para o seu sucesso.

Cuide das finanças

Estabeleça uma conta bancária separada para o negócio, acompanhe todas as transações financeiras do seu negócio e planeje seu orçamento.

Considere a contratação de um contador ou o uso de software de contabilidade para te auxiliar nesse processo.

Construa uma presença online

Ter uma presença online é fundamental, principalmente nos dias de hoje. Crie um site e perfil em redes sociais para promover seus serviços ou produtos e alcançar um público mais amplo.

Desenvolva estratégias de marketing para promover seu negócio. Isso pode incluir publicidade online, mídias sociais, marketing de conteúdo, participação em eventos locais e networking com outros profissionais.

Acompanhe seu progresso

Esteja preparado para ajustar sua estratégia conforme necessário.

Acompanhe seus resultados e esteja disposto a fazer alterações para melhorar seu negócio ao longo do tempo.

Planeje suas finanças pessoais

Lembre-se de que, ao empreender por conta própria, sua renda pode ser bastante variável. Portanto, é importante planejar suas finanças pessoais, economizar para emergências e considerar questões como seguro de saúde e aposentadoria.

[Entrevista] Confira a minha experiência

Já faz um bom tempo que tive o prazer de dar uma entrevista para o Seiiti Arata, fundador da Arata Academy, compartilhando um pouco da trajetória que trilhei para sair do emprego e criar um negócio de sucesso

Também falamos sobre Business Model Generation, Lean Startup e diversos assuntos relacionados ao empreendedorismo digital.

O vídeo é um pouco longo, mas o conteúdo está bem interessante e o Seiiti faz resumos bem legais e que agregam bastante. Ah, não reparem na qualidade e nem nas informações desatualizadas que podem ter ficado datadas com o vídeo.

E se você quiser saber mais sobre a minha jornada, me acompanhe no Instagram!

Rafael Carvalho

Rafael Carvalho é empreendedor digital há mais de 20 anos e desenvolveu dezenas de negócios na internet. É criador de diversos treinamentos online, com destaque para o método Lançamento Enxuto e a Mentoria Imparáveis, que são considerados os melhores treinamentos para quem deseja possuir um negócio lucrativo, honesto e saudável na internet.

Deixe seu comentário: