Motivação

5 passos para não ser enganado

A mentira é algo presente no mundo a muito tempo, mas sabia que mentir para se mesmo pode destruir seus negócios? Conheça agora...

· 3 min leitura >

Quando chega 1º de abril muita gente relembra da infância com o Dia da Mentira.

Você sabia que a pior mentira é aquela que você conta pra si mesmo?

Você tem percebido se você está mentindo para si mesmo? Ou de vez em quando você conta só algumas mentirinhas para outras pessoas, mas não para você?

Existem alguns mecanismos para você perceber se você está mentindo para si mesmo, e como parar com este hábito.

Na verdade, existem apenas 2 tipos de hábitos: aquele que você FAZ e o que você NÃO FAZ.

Agora vamos à algumas dicas de como tomar consciência das mentiras que conta para si mesmo, e como mudar este hábito:

Você às vezes fala SIM para as pessoas, quando na verdade gostaria de falar NÃO?

Muitas vezes nos sentimos obrigados a falar sim para as pessoas, não é verdade? Mas fazendo isso o tempo todo, não só acabamos nos atrapalhando quanto mentindo, para nós mesmos e para os outros.

Portanto, o 1º passo para nos conscientizarmos das nossas “auto-mentiras” digamos assim, é passar a dizer não quando não devemos dizer sim.

Esse processo nem de longe é fácil, mas algumas dicas e etapas podem ser seguidas para conseguir vencer esse obstáculo.

A primeira dica é você responder com outra pergunta, pedindo para pensar, por exemplo. Isso te dará até mesmo tempo para responder e também te dará a chance de responder por mensagem. É muito mais fácil dizer NÃO por escrito do que olhando para os outros.

A dica 02 é dar alternativas para aquela pessoa.
‘Ah! Que ótimo, adoro almoçar com você. Que tal almoçarmos na sexta ou então na terça feira que vem. O que você prefere?’ Perceba que apesar de não dizer NÃO, você trouxe opções para a pessoa.

Um outro exemplo disso: ‘Ah! Eu consigo sim lhe entregar aquela papelada completa, ou na segunda ou algumas partes já na sexta. O que você prefere?’

Ou: ‘Ah! Certo. Consigo sim comprar o remédio para você. Consigo ou nos fins de semana ou depois que sai do trabalho durante a semana, . O que você prefere?’

Cada vez que você faz um convite ao outro a pensar nas opções, você tira o pensamento do NÃO e foca no SIM.

Dica 03 se refere as formas de negociar. Podemos sempre negociar e renegociar mesmo depois de ter aceito um convite ou a uma solicitação.

Você pode primeiro fornecer um quadro do que está acontecendo e dar para a pessoa uma segunda opção para aquele acordo. Por exemplo: ‘Fulano, nós havíamos combinado de almoçar na sexta. Ocorre que eu vou ter uma prova muito importante que ficou confirmada e minha cabeça vai ficar totalmente focada nos estudos. Vamos jantar com mais calmamente no sábado ou quem sabe deixar esse almoço para o domingo?’

Então o que observamos é que sempre é possível renegociar, afinal a vida é muito dinâmica. Ela está sempre mudando. E isso é algo totalmente natural.

Você sabe quais são os seus mecanismos de defesa?

Vitimização, raiva, intelectualização, ficar na defensiva ou fazer-se de ofendido; você simplesmente está protegendo sua vulnerabilidade como forma de auto-negação.

Você percebe quando se engana e se defende de si mesmo, com medo de assumir alguma responsabilidade?

Por exemplo: alguma vez você já recuou de algum compromisso, afirmando para si mesmo que não seria capaz?

Reconheça quando você está com medo

O medo de ter medo nos atrapalha mais que o medo em si. Se você está com medo de assumir alguma responsabilidade, como um novo projeto ou uma palestra, por exemplo, é mais fácil você se enganar dizendo que não é capaz, do que assumir o medo.

Quando você assume que tem medo, você pode buscar opções para romper com isso. Conhecimento, uma ajuda externa, um coach de oratória, por exemplo. Mas, ter medo e não assumir, é a pior auto-enganação que existe. Aí sim, você acredita que não é capaz de realizar certas coisas, apenas pelo medo de ter medo.

Portanto. Reconheça seus medos. E, se você está com medo, vai com medo mesmo, MAS VAI!

Seja você mesmo

E assumir os seus medos faz parte disso. Mentir para si mesmo, é tentar ser quem você não é. Não compare o capítulo 30 de outra pessoa com o seu capítulo 1.

Tudo tem o seu tempo, e cada um se desenvolve no seu rítmo. Uma das piores mentiras é “ah, se eu fosse o fulano eu teria sucesso, mas como não sou, continuarei fracassado”.

Tentar ser quem não é pode te atrapalhar tanto por você querer assumir algo pelo que ainda não está preparado, quanto o contrário: acreditar que não é capaz, quando na verdade é.

Portanto, seja quem você é e confie em si mesmo.

Pensamentos geram emoções que levam a ações que determinam nossos resultados

Portanto, atenção aos seus pensamentos. Se você se auto-engana, seu resultados provavelmente não são positivos.

Estar atento aos seus pensamentos e às mentiras que conta para si mesmo, é super importante para se ter congruência. Ou seja, alguém cujos pensamentos estão de acordo com o que fala e com as ações que faz.

Portanto, observe seus pensamentos, diariamente.

Deixe seu comentário: