Gestão

Como planejar o orçamento empresarial? Veja 4 passos

Pensando em construir um orçamento empresarial, mas não sabe por onde começar? Vem que eu te mostro o passo a passo neste...

Escrito por Rafael Carvalho · 6 min leitura >
orçamento empresarial

Saber como construir um orçamento empresarial ainda é uma das grandes dificuldades para a maioria dos empreendedores. Afinal, esse processo exige alguns conhecimentos sobre gestão financeira.

Seja pela falta de conhecimento ou percepção da importância, o orçamento ainda é uma prática pouco utilizada pela maioria dos negócios que estão começando e focando na sobrevivência da empresa.

No entanto, esta é uma das ferramentas mais importantes para garantir a continuidade da empresa e fazer com que ela evolua com qualidade e sustentabilidade.

Neste artigo, eu vou te mostrar o que é o orçamento empresarial, qual a importância que ele exerce na manutenção da sua empresa e como você pode construir um orçamento em 4 passos.

Aproveite o conteúdo e uma ótima leitura!

Primeiramente, o que é o orçamento empresarial?

Antes de explicar o que é o orçamento empresarial, eu gostaria de te fazer algumas perguntas simples:

  • Quais os planos para o seu negócio nos próximos meses? E anos?
  • Você já estabeleceu uma previsão de faturamento?
  • Já conhece cada um dos custos e despesas da empresa? E sabe como eles se dividem entre fixos e variáveis?
  • Hoje, os seus processos são feitos de forma otimizada, reduzindo custos e aumentando o lucro?
  • Qual o lucro do negócio?
  • Se você tem lucro, o que pretende fazer? Expandir? Comprar novos sistemas? Contratar mais gente?

Essas são perguntas bem simples, e que todo empreendedor deve ter na ponta da língua a resposta para cada uma delas.

Mas se este não foi o seu caso, então chegou a hora de montar o orçamento do seu negócio.

De forma simples, o orçamento empresarial é um plano que determina onde a sua empresa quer chegar e a forma como isso deve acontecer. Assim, a sua função é transformar em números todas as ações e atividades que devem ser feitas.

Dessa maneira, ele serve como uma tradução de cada uma das estratégias definidas no planejamento estratégico, fazendo a projeção dos resultados esperados e servindo como uma forma de medir o lucro ou prejuízo gerados.

Por exemplo, se você determinou que, num horizonte de 2 anos, o seu lucro deve ser de R$ 100 mil/mensal, o orçamento empresarial vai permitir que você defina de forma clara quais são os limites de custos e despesas, bem como determinar quais receitas devem ser trabalhadas e guiar todo este processo para o alcance de objetivos.

Benefícios do orçamento empresarial para negócios digitais

Dentre os principais benefícios no uso desta ferramenta, estão:

  • Promover maior controle sobre os recursos financeiros;
  • Estabelecer uma visão clara de objetivos de curto, médio e longo prazo;
  • Alinhamento de metas e ações estratégicas;
  • Facilitar a identificação de oportunidades e situações de risco para a saúde financeira da empresa;
  • Melhorar a integração entre a atuação das áreas do negócio.

Como você percebeu, as vantagens em planejar o orçamento empresarial vão muito além do controle financeiro.

Ele permite que você visualize toda a empresa de uma forma mais ampla e detalhada, determinando o quanto e como serão destinados os recursos, e como o seu uso está relacionado com o crescimento do negócio.

Isso não significa que o orçamento é uma ferramenta para engessar as atividades. Mas uma forma de direcionar e manter o foco naquilo que é mais importante.

Assim, quando uma empresa segue o orçamento empresarial da maneira correta, e existe o envolvimento das demais áreas, a probabilidade de que os resultados sejam alcançados é muito maior.

Isso aplica-se especialmente a negócios digitais, que atuam em mercados com maiores variações e que, normalmente, apresentam menores custos para as operações em comparação a modelos tradicionais.

O que não pode faltar em um orçamento empresarial?

Após entender o que é e qual o impacto do orçamento empresarial no seu negócio, você precisa saber do que é composta esta ferramenta.

Para isso, eu vou te apresentar cinco pontos essenciais que não podem faltar na elaboração desde plano.

Orçamento de vendas

O primeiro deles é o orçamento de vendas, que é um plano financeiro usado para determinar estimativas de receita a serem geradas em um determinado período.

Assim, após definir o objetivo que o negócio pretende alcançar, a empresa deve determinar o quanto de receita deve-se gerar para atingir a meta.

Dessa forma, somente após isso é possível planejar as estratégias comerciais. Afinal, tudo vai partir do quanto deve-se produzir.

Deduções sobre vendas

Definindo o orçamento de vendas, é preciso calcular quais os valores previstos para as deduções sobre as vendas que serão feitas.

Isso porque não adianta atingir uma meta comercial, se os valores com os custos de vendas são maiores do que o limite ideal para o negócio. Assim, o cálculo dessas deduções envolvem diversos fatores, como:

  • Fretes;
  • Comissões;
  • Impostos;
  • Devoluções e cancelamentos.

Custos fixos e variáveis

Outro ponto que deve ser descrito no orçamento são os custos fixos e variáveis.

Os custos fixos são todos aqueles que estão sujeitos a uma menor variação, e que sempre farão parte da sua estrutura de custos, como:

  • Aluguel;
  • Internet;
  • Manutenção de máquinas;
  • Energia;
  • Pró-labore;
  • Água;
  • Serviços de hospedagem.

Já os custos variáveis, são aqueles que nem sempre estarão na sua estrutura de custos, e por isso eles tendem a oscilar de acordo com as atividades da sua empresa.

Por exemplo:

  • Tarifa de cartões;
  • Taxas de entrega;
  • Custos com transporte.

Despesas operacionais

Apesar de muitos empreendedores desconhecerem a diferença entre custos e despesas, saber o significado de cada um desses termos é essencial para que a gestão financeira seja feita da melhor maneira.

Como você viu logo acima, os custos estão relacionados diretamente à atividade da empresa. Assim, para que você entregue o seu produto ao cliente, é preciso que estes custos sejam realizados.

Por exemplo, se você possui um curso online, um dos custos está relacionado a hospedagem do produto em uma plataforma, como a HeroSpark.

Dessa forma, você vai poder entregar para o seu cliente o produto, e oferecendo uma melhor experiência.

Já as despesas operacionais não estão ligadas a produção da empresa. No entanto, elas precisam existir para que os processos sejam feitos da melhor forma.

Veja alguns exemplos comuns de despesas operacionais:

  • Contabilidade;
  • Marketing;
  • Consultorias;
  • Salários (isso para os colaboradores que não atuam na produção, mas em setores de apoio, como RH, financeiro e atendimento).

Investimentos

Neste ponto do orçamento empresarial, você vai descrever qual a parcela destinada para a realização de investimentos na empresa.

Desse modo, quando uma oportunidade surgir, você poderá analisar com maior embasamento se aquele é o momento de realizar uma nova aquisição, ou se é preciso esperar mais um pouco para que a empresa não seja prejudicada financeiramente.

4 passos para elaborar o orçamento empresarial

Agora que você já entendeu os principais conceitos sobre este plano, chegou a hora de colocar a mão na massa e iniciar a construção do orçamento empresarial!

Para isso, você vai precisar seguir 4 passos.

Realize uma análise do cenário atual

Antes de tudo, você precisa realizar uma análise do cenário atual do negócio, elaborando um diagnóstico financeiro.

Aqui, você vai precisar realizar o levantamento dos custos, despesas e receitas que já fazem parte da rotina financeira da empresa.

Isso vai te ajudar a visualizar qual o estado da saúde financeira e, posteriormente, definir quais as mudanças devem ser feitas para que os objetivos sejam alcançados.

Defina os objetivos financeiros

Depois de realizar o diagnóstico inicial e avaliando os números e resultados obtidos, é o momento de definir qual caminho a ser seguido e o que se pretende alcançar.

A definição dos objetivos financeiros deve ser feita de forma clara e sem muitas “fantasias”, isso porque tudo vai estar relacionado a capacidade que a sua empresa tem de gerar receitas com base em seu histórico.

Isso não significa que metas ousadas não devem ser propostas, mas que tudo deve tomar como base a realidade do negócio. Afinal, existe uma grande diferença entre metas desafiadoras e metas impossíveis.

Liste os valores dos pontos que fazem parte do orçamento empresarial

Definiu quais objetivos deve alcançar? Então é a hora de descrever as previsões para todos os pontos essenciais que fazem parte do orçamento empresarial.

Veja bem, este orçamento é construído tomando como base estimativas. Assim, é essencial que seja feita a comparação entre o planejado e o realizado para que os resultados sejam acompanhados e ações de melhoria sejam feitas.

Utilize indicadores de acompanhamento

Depois de construir todo o orçamento, é preciso definir como ele deve ser acompanhado.

Assim, você vai precisar definir quais indicadores financeiros serão utilizados no processo e o formato de monitoramento.

Para isso, você pode conferir a lista de indicadores que eu preparei neste artigo: 7 indicadores financeiros para negócios digitais.

A construção do orçamento empresarial pode parecer um processo bem assustador, especialmente para os empreendedores que não tem tanta familiaridade com finanças empresariais.

Por isso, se você sentiu que bateu a dúvida e não se sente seguro em realizar a elaboração desse plano, procure profissionais que possam te orientar da melhor maneira. O importante é não desistir!

O orçamento empresarial é uma das ferramentas mais importantes para todos os negócios, e, através dela, é possível melhorar de forma contínua os resultados financeiros da empresa e envolver todos os colaboradores para que os objetivos sejam alcançados de forma integrada.

E se você quiser saber mais sobre gestão e finanças para negócios digitais, me acompanhe no Instagram

Escrito por Rafael Carvalho
Rafael Carvalho atua no mercado de marketing digital, educação online e infoprodutos desde 2011. Autor best-seller do livro Paixão S.A., ele também foi vencedor do prêmio Empreendedor de Sucesso, da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. → Siga-me no Instagram @eu.rafaelcarvalho. Profile

Deixe seu comentário:

plugins premium WordPress