Empreendedorismo, Gestão

Contrato de parceria para agências: como fazer e requisitos [+MODELO]

Você sabia que é preciso registrar e formalizar todas as parcerias do o seu negócio? Pois é! Isso é feito por meio do contrato...

· 4 min leitura >
Pessoas firmando um contrato de parceria

Nenhuma empresa cresce sozinha no mercado. E é por isso que, além de saber buscar parceiras estratégicas, também é preciso entender como gerenciar e tratar esses relacionamentos. E isso pode ser feito com um contrato de parceria.

Você pode estar pensando que este é só mais um documento burocrático e que vai engessar as atividades da empresa. Mas eu te garanto, ele é essencial se você deseja construir relações comerciais duradouras, sólidas e com segurança para a sua agência.

Então vamos lá! Neste artigo eu vou te apresentar não só o que é um contrato de parceria, mas explicar a diferença entre este documento, um contrato de prestação de serviços e o contrato que firma uma sociedade.

Além disso, aqui você também vai ver o que é preciso para construir este documento e ainda poderá baixar um modelo gratuito.

E se você quer entender melhor cada um desses pontos e descobrir como você pode desenvolver melhores parcerias comerciais por meio deste documento, continue por aqui e aproveite o conteúdo!

O que é um contrato de parceria?

Toda relação é feita de interesses, isso é um fato claro e que não pode ser negado. Assim, no ramo dos negócios digitais isso não poderia ser diferente.

Mesmo quando você está tratando de uma parceira comercial, ela só é firmada quando as partes percebem que, de algum modo, poderão se beneficiar deste relacionamento. Dessa forma, todo mundo poderia sair ganhando, correto?

Mas você sabia que, para preservar a segurança da sua empresa e garantir a qualidade desse relacionamento, é preciso registrar e formalizar todas as parcerias com o seu negócio?

Pois é! Isso é feito por meio do contrato de parceria, que também é conhecido como “termo de parceria” ou mesmo “registro de parceria”.

O principal objetivo deste documento é formalizar entre as partes todos os acordos e negociações que estarão sendo estabelecidos, passando a caracterizar uma negociação formal.

Em resumo, o que isso significa na prática é:

  • Nada de “disse me disse”;
  • Nada de “contrato de boca” ou baseado em um simples aperto de mãos;
  • Tudo registrado e formalizado, definindo as responsabilidades de cada um.

Veja bem, isso não significa que o contrato de parceria gera um vínculo empregatício entre as partes. Mas ele vem como uma forma de esclarecer e fixar os planos de cada empresa, estabelecendo seus interesses e formato de cooperação.

Este modelo de contrato é bastante utilizado pelas empresas que realizam a prospecção de parceiros, sendo uma forma de demonstrar maior profissionalismo e preocupação com o impacto do parceiro nas atividades do negócio.

Assim, o contrato de parceria pode surgir para atender a diversos interesses, sendo o mais comum o processo de indicação e bonificação entre as partes.

Qual a diferença entre contrato de parceria, contrato de prestação de serviços e sociedade?

E antes de você descer a barra de rolagem e correr para baixar e aplicar o contrato de parceria na sua agência, é fundamental que você conheça as diferenças entre este modelo de contrato e os demais. Assim, você vai saber onde e como aplicar cada um da melhor maneira.

Como eu expliquei no tópico acima, o contrato de parceria não gera — e não tem o objetivo de gerar — nenhum vínculo empregatício entre as partes. Em outras termos, isso significa que o seu parceiro é uma pessoa/empresa externa, não sendo um dos seus colaboradores.

Além disso, existem algumas distinções que precisam ser esclarecidas sobre este termo.

Contrato de parceria x prestação de serviço

Assim como não existe um vínculo empregatício neste contrato, ele também não deve caracterizar uma prestação de serviço. Afinal, na prestação de serviço é preciso que uma parte execute uma determinada atividade, enquanto a outra se beneficia do esforço e realiza a remuneração.

Para deixar mais claro, vamos usar um exemplo.

Imagine que você tem uma agência de marketing digital e está em busca do serviço de um designer. O que você precisa é de uma pessoa/empresa para realizar uma determinada demanda da sua agência. E isso caracteriza uma prestação de serviço.

Mas quando você identifica que uma outra empresa — uma consultoria, por exemplo — poderia estar fazendo a indicação de clientes para a sua agência e você também poderia fazer indicações para a consultoria, isso caracteriza uma parceria.

Contrato de parceria x sociedade

Este é outro ponto que todo empreendedor precisa entender. Parceiros comerciais não são sócios.

Sócios são todas as pessoas que estão envolvidas com a sua empresa e que, por meio de um acordo, estão dispostas a correr riscos e dedicar um maior nível de comprometimento com os resultados.

Desse modo, as principais diferenças entre o contrato de parceria e a sociedade são as responsabilidades e o grau de comprometimento. Parceiros têm um menor envolvimento e não correm riscos com a empresa. Sócios estão no mesmo barco.

Quais os requisitos para um contrato de parceria?

Ao elaborar o termo de parceria da sua agência, além dos dados principais como nome, CPF, CNPJ, endereço e contato dos envolvidos, também é preciso esclarecer alguns requisitos indispensáveis e que vão guiar toda a relação.

Veja a seguir.

Finalidade

A finalidade, ou objeto do contrato, é o que vai caracterizar o que e quais atividades serão feitas com a estabelecimento da parceria entre as empresas.

Isso significa que você deve especificar tanto o que é esperado de cada um, quanto determinar que, o que não estiver descrito aqui, não poderá ser exigido.

Assim, é aqui que você vai especificar como cada empresa estará ajudando a outra. Por exemplo:

  • Serão feitas divulgações em redes sociais?
  • Acrescentados logos ou outros elementos que caracterizem o parceiro em apresentações comerciais?
  • Será concedido algum desconto para clientes ou colaboradores?

Estas são algumas perguntas que podem nortear o desenvolvimento deste ponto.

Remuneração

Outro requisito que nunca pode ser deixado de lado é a determinação da remuneração da parceira.

Por exemplo, se você conseguiu mais 10 clientes por meio das indicações realizadas por seu parceiro comercial, qual será a bonificação? Afinal, todos os esforços devem ser recompensados.

Do mesmo modo, caso a outra parte adquira novos clientes por meio das suas indicações, como a sua empresa será beneficiada?

Aqui é importante lembrar que você precisa especificar pontos como:

  • Porcentagem ou valores fixos;
  • Formato de pagamento;
  • Prazos para a efetuação da bonificação.

Período de vigência do contrato

Por fim, todo contrato de parceria deve especificar qual o período de vigência do acordo.

Por mais que você perceba que a parceria pode trazer frutos no longo prazo, o ideal é determinar um período limite para finalizar o acordo. Assim, é possível avaliar o desempenho e as vantagens ou desvantagens com a parceira.

Caso seja da vontade de todos a renovação do acordo, será possível estabelecer um novo prazo de vigência.

[MODELO] Baixe aqui um contrato de parceria

Como você viu, o contrato de parceria não é um documento que vem para engessar ou dificultar as relações comerciais. Mas é uma forma de garantir que todos os interessados serão atendidos e esclarecer os termos do relacionamento entre as empresas.

E agora que você já entendeu os principais pontos sobre o que é e como utilizar um contrato de parceria, chegou a hora de colocar tudo em prática e deixar os processos comerciais ainda melhores!

Eu preparei um exemplo básico de um termo de parceria, que você poderá baixar, alterar e aplicar com seus parceiros!

Mas lembre-se: antes de propor o acordo, explique bem qual a finalidade do documento e como as partes podem se beneficiar.

Baixe aqui o modelo de contrato de parceria!

One Reply to “Contrato de parceria para agências: como fazer e requisitos [+MODELO]”

Deixe seu comentário: