Gestão, Startups

Turnover voluntário: como evitar esse problema no seu negócio 

O turnover voluntário está afetando a sua agência e os seus resultados? Confira as dicas de como você pode tratar esse problema...

Escrito por Rafael Carvalho · 4 min leitura >
pessoas apertando as mãos após turnover voluntário

O turnover voluntário é um dos problemas mais comuns enfrentados pelas agências. É um assunto que preocupa muitos gestores, e uma situação que não deve ser deixada de lado e muito menos descartada das pautas de reuniões de líderes. 

Mas você pode estar se perguntando: será que é possível evitar esse problema e aumentar a produtividade na empresa?

A resposta é sim! É possível reduzir o turnover voluntário e melhorar o desempenho da sua empresa com algumas estratégias eficazes. 

Nesse artigo, vou explicar o que é o turnover voluntário e quais são as principais estratégias para reduzir essa dor de cabeça na sua agência. Quer saber como? Então continue a leitura!

O que é turnover voluntário?

O turnover voluntário é a saída de funcionários que acontece de maneira voluntária. Assim, ele acontece quando os seus próprios colaboradores decidem não continuar na empresa e solicitam a demissão.

Geralmente, isso acontece quando os colaboradores sentem que não estão satisfeitos com suas atuais condições de trabalho.

Infelizmente, esse problema é muito comum em muitas agências e se não for tratado de maneira assertiva, pode criar diversos prejuízos para o negócio. 

Além disso, o turnover voluntário também afasta bons talentos e pode afetar a produtividade e o cotidiano do seu time.

Mas para começar a sanar esse problema, é importante entender a diferença entre turnover voluntário e involuntário. Continue a leitura que eu vou lhe explicar essa diferença no próximo tópico.

Turnover voluntário e turnover involuntário: qual a diferença?

O turnover voluntário acontece quando um funcionário decide sair da empresa por uma razão pessoal, como desejo de seguir outro caminho profissional, insatisfações com o formato de trabalho, falta de perspectiva ou mesmo clima organizacional ruim.

Já o turnover involuntário, é quando um funcionário é demitido por razões relacionadas ao desempenho ou à descontinuidade de um projeto de negócios. 

De forma resumida, no turnover voluntário o colaborador solicita a demissão. No turnover involuntário, ele é demitido por decisão da gestão.

Embora ambos possam ser caros para uma empresa, é importante notar que o turnover voluntário pode ser muito mais prejudicial a longo prazo. 

Por isso, é importante se envolver em atividades de gestão de pessoas e planejar uma estratégia para reter os talentos do seu time. 

Além disso, é importante manter uma comunicação frequente com os funcionários para ter certeza que eles se sintam parte do negócio, incentivando o desenvolvimento de pontos como o ownership e o intraempreendedorismo

Por que o turnover voluntário é mais caro?

Existem muitas boas razões para evitar o turnover voluntário. E eu posso lhe afirmar que, quando sua agência está enfrentando esse problema, você está perdendo tempo e dinheiro. 

Uma série de custos estão envolvidos e podem afetar diversas áreas da empresa, incluindo atividades como:

  • Recrutamento;
  • Onboarding de novos funcionários;
  • Queda na produtividade;
  • Tempo de treinamento do novo colaborador.

Ele também é considerado mais caro porque, na maioria dos casos, a demissão voluntária pode ser uma surpresa para a equipe de gestão. Assim, é preciso correr contra o tempo para realizar a reposição na vaga em aberto e tentar diminuir o impacto da situação no engajamento do time.

O turnover também pode soar como um péssimo sinal para o mercado, que vai perceber a alta rotatividade e associar a fatores como a falta de organização e gestão da sua agência. 

Como calcular o turnover na sua agência?

O turnover é um problema comum no mundo dos negócios. Quando um funcionário deixa de forma voluntária seu emprego, isso resulta em prejuízos financeiros e disruptura na produtividade. 

Por isso, é importante ter um plano para evitar o turnover. Mas primeiro, é preciso entender o seu impacto na empresa. 

Para calcular o turnover, é preciso contar o número de funcionários que saíram durante um determinado período e dividi-los pelo número total de funcionários no início do período.

Turnover = (Número de demissões / Número total de colaboradores) * 100%

Com este número em mãos, você pode começar a trabalhar em medidas eficazes para ajudar o seu negócio a evitar o turnover voluntário em seus quadros de funcionários.

Qual o papel do gestor para evitar o turnover voluntário?

O papel do gestor nessa situação é extremamente importante para evitar essas situações desagradáveis e reduzir o turnover voluntário. 

Para isso, é necessário que o gestor desenvolva uma relação mais próxima com os funcionários, dando aos componentes do time a sensação de pertencimento e segurança. 

Outra ação importante que pode ser tomada pelo gestor é a realização de alguns investimentos no ambiente de trabalho. 

Por fim, o gestor deve constantemente motivar e reconhecer o trabalho dos colaboradores, porque esse distanciamento é uma das principais razões pelas quais os colaboradores tendem a sair de uma empresa.

Quais são as principais estratégias para reduzir o turnover voluntário?

Existem diversas estratégias que você pode adotar para reduzir o turnover voluntário na sua empresa. Abaixo, separei algumas das principais que você pode aplicar.

1. Estimule o feedforward

O feedforward é um dos melhores meios para que as empresas entendam o que os funcionários estão sentindo e pensando. 

É preciso criar uma cultura de feedforward e estimular os colaboradores a compartilhar suas ideias e sentimentos. 

Isso é especialmente importante para evitar o sentimento de desmotivação e descontentamento que pode levar a um turnover voluntário.

2. Ofereça benefícios e recompensas

Oferecer benefícios como programas flexíveis de trabalho e dias de folga extra também pode ajudar a aumentar a satisfação dos funcionários e, consequentemente, reduzir o turnover voluntário. 

Além disso, você pode recompensar os funcionários por bons resultados para motivá-los a se esforçar mais.

3. Promova um ambiente favorável ao diálogo 

Toda empresa deve promover um ambiente favorável ao diálogo e troca de ideias. É importante que os funcionários sintam que podem dizer o que pensam sem medo de serem julgados ou punidos. 

Isso ajudará a criar um ambiente de trabalho saudável e produtivo que pode ser benéfico para reduzir o turnover voluntário.

Agora que você já sabe o que é o turnover voluntário e conferiu minhas dicas de como reduzir esse risco na sua agência, é importante garantir que você também saiba o momento certo de demitir um colaborador.

Por isso, não deixe de conferir meu artigo sobre quando demitir um colaborador e descubra quais os 4 sinais que indicam que chegou a hora de fechar um ciclo no seu time.  

Escrito por Rafael Carvalho
Rafael Carvalho atua no mercado de marketing digital, educação online e infoprodutos desde 2011. Autor best-seller do livro Paixão S.A., ele também foi vencedor do prêmio Empreendedor de Sucesso, da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. → Siga-me no Instagram @eu.rafaelcarvalho. Profile

Deixe seu comentário:

plugins premium WordPress