Economia da paixão, Empreendedorismo

3 características da economia da paixão

Se você quer trabalhar com o que ama, precisa conhecer as características da economia da paixão. Leia este post e saiba mais sobre...

· 3 min leitura >
Características da economia da paixão

Trabalhar com o que ama é o sonho de muitas pessoas, mas nem sempre elas sabem como transformar aquilo que gostam em um negócio rentável. Essa realidade mudou com o surgimento da passion economy que impulsiona os indivíduos a tirar do papel os seus projetos profissionais para ganhar dinheiro. Mas, afinal, quais são as características da economia da paixão?

É essencial identificar quais são esses elementos para que você consiga entender como funciona essa nova economia. Dessa forma, fica mais fácil ingressar nela de maneira mais estratégica. Ficou curioso? Quer saber mais sobre este assunto? Então, continue a leitura e confira todas as informações que separei para você. Vamos lá!

Quais são as 3 características da economia da paixão?

Como mencionamos, a passion economy fez com que as pessoas conseguissem tirar seus sonhos do papel e transformá-los em negócios digitais rentáveis. Mas você sabe quais são as características da economia da paixão? 

Podemos resumir elas em facilidade de acesso ao público, oportunidade de monetizar os conhecimentos e a criação de negócios digitais. Então, se você pretende ingressar no mundo da economia da paixão precisa se adaptar a essas características. Quer saber mais sobre elas? Então, acompanhe!

1. Facilidade de acesso ao público

Os avanços da tecnologia e o acesso a Internet possibilitaram meios para que as pessoas conseguissem criar conteúdo nas suas redes sociais com pouco ou nenhum investimento. 

Dessa forma, ficou mais fácil mostrar ao mundo os seus conhecimentos e as suas habilidades. Assim como ganhar dinheiro com elas, já que você não precisa ser contratado por uma grande empresa para fazer sucesso.

Isso porque basta pegar o seu smartphone na mão para produzir conteúdo relevante para a sua audiência. Assim, você cria autoridade e, em consequência, consegue vender seus infoprodutos para os seus seguidores.

Portanto, a acessibilidade é uma das características da economia da paixão, pois você consegue atingir o seu público de maneira rápida e sem muitos investimentos. Mas lembre-se de que é necessário ter uma boa estratégia, caso contrário você corre o risco de não alcançar os seus objetivos.

2. Oportunidade de monetizar os conhecimentos

Outra característica da economia da paixão é a oportunidade de monetizar os seus conhecimentos. Isso mesmo! Por meio dela, é possível transformar as suas habilidades, interesses, hobbies e conhecimentos em algo que pode trazer resultados financeiros positivos.

Nesse contexto, você usa a sua individualidade, ou seja, toda a experiência que acumulou durante a vida para compartilhar com outras pessoas por meio de um curso online, um e-book e um webinar, por exemplo. 

Portanto, a passion economy é uma maneira de você aproveitar todo o conhecimento que adquiriu tanto de maneira teórica quanto prática. Isso porque é possível transformar tudo isso em um negócio digital que pode ser escalável e render muito dinheiro em médio e longo prazo.

Mas não basta usar apenas o conhecimento acumulado, também é necessário se manter atualizado para entregar cada vez mais conteúdo relevante para a sua audiência. Dessa forma, é possível fazer a manutenção da sua autoridade e conquistar ainda mais seguidores.

Além disso, lembre-se de que as pessoas se conectam com outras pessoas, por isso criar uma marca pessoal é essencial para que você consiga demonstrar mais profissionalismo e, ao mesmo tempo, humanização nos seus conteúdos.

3. Criação de negócios digitais

A criação de negócios digitais também foi impulsionada pela economia da paixão, já que é muito mais fácil ganhar dinheiro no meio virtual. Como assim? Isso porque você consegue escalar o seu empreendimento.

Imagine que você é especialista em investimentos e resolve criar um curso sobre este tema para ensinar às pessoas o passo a passo para fazer o seu primeiro investimento. Nesse caso, se ele for presencial você teria custos com o local, o coffee break, o material impresso, a divulgação, entre outros.

Além disso, todo esse custo seria multiplicado pelo número de vezes que você ministrar o curso. Sem contar que haveria uma limitação de público, pois os locais físicos em geral não comportam muitas pessoas.

Isso não acontece no caso do curso online, já que você pode gravar as aulas e hospedar em uma plataforma digital. Em seguida, basta divulgá-lo e vender para um número infinito de pessoas, ou seja, os negócios digitais permitem a escalabilidade dos seus produtos e serviços. 

Dessa forma, é possível diminuir os custos e aumentar os seus lucros de maneira exponencial. Por isso, a criação de negócios digitais é uma característica da economia da paixão.

Podemos concluir que essas características fundamentam este conceito. Por isso, é essencial que os empreendedores digitais conheçam essas informações. Diante disso, é possível colocar em prática as suas paixões.

Agora que você já sabe tudo sobre este assunto, que tal me seguir no Instagram, no LinkedIn e no Facebook? Assim, você poderá ficar por dentro de tudo que eu compartilho sobre empreendedorismo digital e a economia da paixão.

Deixe seu comentário:

plugins premium WordPress