Empreendedorismo

Baixa performance: o que gera e os principais sinais

A baixa performance está impactando os resultados do seu time? Vem que eu vou te mostrar os principais sinais e como reverter...

Escrito por Rafael Carvalho · 6 min leitura >
seta indicando baixa performance

Em uma cultura de trabalho onde o alto rendimento se tornou uma necessidade, falar sobre baixa performance ainda é um tabu, porém é importante lembrar que ela existe e pode ser identificada no ambiente organizacional.

Mas você sabe identificar os sinais de baixa performance no seu time? E, principalmente, conhece as principais motivações que levam a essa queda de desempenho?

Pensando nisso, escrevi este artigo detalhando o que caracteriza a baixa performance, seus sinais e como é possível reverter esse cenário. Além disso, falei também sobre quiet quietting e a sua relação com a baixa performance. Acompanhe!

Sempre falamos sobre a alta performance, mas o que é a baixa performance?

O desenvolvimento de times de alto rendimento é um dos principais desafios para os gestores. Principalmente aqueles que não querem mais ter a imagem tão associada ao negócio e buscam fortalecer o valor da sua empresa para que ela possa andar com as próprias pernas.

E existem diversos fatores que podem atrapalhar esse desempenho esperado, resultando em uma baixa performance dentro da equipe.

Quando me refiro a baixa performance, estou falando sobre uma queda de rendimento que se torna consistente nas ações de um colaborador ou de todo time, e que começa a atingir os resultados da empresa.

Assim, quando existe a baixa performance, isso significa que fatores como a produtividade, qualidade das entregas e até a satisfação do colaborador estão sendo impactados.

Mas será que a baixa performance precisa chegar a esse nível para você perceber que algo está desajustado no seu time?

Eu posso lhe afirmar que com certeza não, pois a baixa performance vem carregada de sinais. A seguir, eu vou lhe contar quais são eles.

Quais os principais sinais da baixa performance?

Uma realidade sobre a identificação da baixa performance no seu time é que não é preciso deixar o barco afundar para perceber que algo não está bem, pois é possível identificar os problemas e o melhor, solucioná-los. Mas para isso, você precisa ter atenção aos sinais.

Por isso, eu vou listar alguns dos principais indicativos de baixa performance para que você possa ter um diagnóstico mais preciso sobre a sua equipe. São eles:

  • Falta de organização para execução de tarefas;
  • Descompromisso com o time;
  • Faz tudo no automático e não compreende os objetivos;
  • Cria situações de desinformação e desagrega o time;
  • Se desespera diante de situações de desafio;
  • Falta de atenção durante o trabalho;
  • Desmotivação.

Existem outros sinais, como as atrasos e falta de proatividade, mas no geral esses são os principais indicativos que algo não está bem com um colaborador ou o seu time está embarcando na baixa performance.

O que ocasiona a baixa performance dentro de um time?

Você já parou para pensar de onde surge esse tipo de situação? Porque se você realizou um processo de recrutamento e seleção bem ajustados, montou uma equipe que tem match com o seu negócio, então onde nasceu essa baixa performance?

Eu posso lhe dizer que ela pode ter inúmeras fontes, incluindo questões internas e externas. Mas para conseguir resolvê-las, é preciso identificar.

Confira abaixo alguns dos principais motivos da baixa performance em empresas:

1. Falta de um plano de carreira

Ninguém quer trabalhar em uma empresa onde não há espaço para crescimento ou onde as oportunidades não estejam tão claras.

Muitas vezes, na hora de recrutar um profissional, gestores acabam gerando expectativas que na prática não cumprem ou no mínimo não sabem como apresentar no dia a dia.

E a principal frustração e fonte de baixa performance de bons profissionais é a falta de um plano de carreira dentro da empresa.

Por exemplo, vamos pensar no contexto de uma agência que contratou uma redatora júnior há três anos. Ela sempre performou bem e suas entregas eram elogiadas pelos clientes.

Mas agora vem apresentando baixa performance. Será que ela não está desmotivada por não receber um reconhecimento prático de suas entregas, um aumento ou uma promoção?

Posso dizer a você que sim. Ninguém vai render bem constantemente em um lugar que não apresenta perspectivas de crescimento.

2. Falta de investimento em aprimoramento

Dentro dessa mesma linha de raciocínio, posso afirmar que outro motivo que leva a baixa performance é a falta de aprimoramento, seja pessoal ou coletivo.

Claro que na hora da contratação você reconhece o preparo do profissional, mas os negócios são dinâmicos e junto com o dinamismo vem também a necessidade de se reinventar e estar atento às inovações.

Por isso, uma equipe ou colaborador que não se aprimora ou não recebe estímulo e condições para uma formação contínua vai apresentar queda de rendimento.

3. Questões pessoais e saúde mental

Mas existem também os fatores externos responsáveis pela baixa performance. Por mais que um profissional já tenha demonstrado que pode render muito e tenha um nível de entregas alto, não está imune aos problemas pessoais.

Problemas familiares e de saúde podem atrapalhar demais o cotidiano profissional, e muitas vezes o colaborador não encontra espaço para relatar o que está acontecendo.

Um dos grandes motivos da baixa performance hoje é o adoecimento psíquico, por isso questões de saúde mental precisam receber atenção por parte dos gestores.

4. Problemas na comunicação interna

Já outro vilão da baixa performance pode surgir no dia a dia da empresa e está relacionado à cultura organizacional.

Uma empresa com uma comunicação interna confusa e desalinhada é uma fonte de baixa performance. Isso porque as tarefas não ficam claras e a tendência é que gera retrabalho.

Já imaginou ter que trabalhar em um ambiente onde tudo vira telefone sem fio? Não há possibilidade de alto rendimento!

Qual a relação entre quiet quitting e baixa performance?

Muito tem se falado nas redes profissionais sobre o quiet quitting, ou “desistência silenciosa”, mas qual a sua relação com a baixa performance?

O movimento do quiet quitting surge pelo grande aumento da insatisfação e desmotivação dos colaboradores. Isso porque eles perceberam que são pouco ou nada reconhecidos por seus esforços no ambiente de trabalho. Assim, eles passaram a adotar a mentalidade de fazer apenas o mínimo necessário e relacionado com a sua função.

Dessa forma, algumas pessoas chegaram a reler a sua descrição de cargo e passar a seguir fielmente somente aquilo que está descrito no documento.

Isso torna-se um problema para a empresa. Afinal, quanto maior o nível de desengajamento na equipe, menor a produtividade e performance. Consequentemente, menores os resultados.

Mas então como é possível evitar que este cenário chegue à sua empresa resolver o problema da baixa performance? Eu vou te apresentar algumas dicas que podem te ajudar, acompanhe!

O que fazer quando um colaborador perde o desempenho?

O primeiro ponto é entender qual a razão dessa mudança:

  • Seria um problema com a equipe?
  • Problemas pessoais?
  • Falta de algum recurso no trabalho?

A partir do entendimento sobre a causa dessa mudança, é possível aplicar estratégias que devem mudar este cenário.

E nunca esqueça: antes de julgar, tente sempre entender o que está gerando este problema.

Como reverter o cenário de baixa performance?

Para melhorar a retenção de talentos e reverter o cenário de baixa performance no seu time, algumas ações podem ser realizadas. Veja:

1. Conheça seu time

Acredito que você tenha percebido, quando falei sobre as motivações da baixa performance, que muitas delas podem ser percebidas e resolvidas se você conhece bem o seu time.

Isso porque ao conhecer de perto os colaboradores, fica mais fácil reconhecer se algo não está bem e até mesmo facilita a aproximação e a possibilidade de uma produção.

Além disso, você pode identificar os fatores que motivam e desmotivam cada colaborador. Lembrando que isso deve ser observado de forma individual, já que o que estimula uma pessoa pode desestimular outra.

2. Alinhe a comunicação interna da empresa

Falta de alinhamento entre colaboradores e diferentes equipes na empresa também pode causar baixa performance, até porque se torna muito cansativo a exposição a crises e retrabalho.

Por isso, invista na melhoria da comunicação, integrando as equipes e tornando muito mais eficiente a execução das tarefas. 

3. Substitua a competitividade pela cooperação

Durante muito tempo, donos de empresas achavam que estavam criando um ambiente muito favorável aos seus negócios gerando competição entre os colaboradores para alavancar rendimento.

Mas além de não ser nada eficiente, esse tipo de prática não está alinhado com a realidade da gestão moderna para times de alto rendimento.

Sendo assim, invista na integração e cooperação entre as diferentes equipes da sua empresa, as pessoas trabalham melhor se sentem que não estão sozinhas e podem contar com suporte.

Lembre-se: é melhor direcionar essa energia competitiva para o mercado do que em brigas internas com a equipe.

4. Fortaleça a cultura organizacional

Dentro das iniciativas de integração entre equipes e a melhoria na comunicação interna da empresa, alguns rituais organizacionais podem ser realizados para ajudar a fortalecer os valores e alinhar os objetivos coletivos.

Entres os principais ritos organizacionais que podem ser adotados, posso citar:

  • 1:1;
  • Reuniões semanais com todo o time;
  • Apresentações de resultados mensais;
  • Alinhamento diário de cada time.

5. Estabeleça a prática de feedforward

Um dos rituais organizacionais que ajuda a reverter situações de baixa performance é a prática de feedforward. Enquanto o feedback é um alinhamento posterior a execução de uma tarefa, o feedforward ajuda a entender exatamente o que se espera que seja realizado.

Não sabe como aplicar o feedforward? Então eu posso lhe ajudar. Preparei um conteúdo ressaltando os benefícios dessa prática e como aplicá-la na rotina da sua empresa.

Acesse agora meu material sobre feedforward e garanta as melhores práticas para formar um time de alta performance!

Escrito por Rafael Carvalho
Rafael Carvalho atua no mercado de marketing digital, educação online e infoprodutos desde 2011. Autor best-seller do livro Paixão S.A., ele também foi vencedor do prêmio Empreendedor de Sucesso, da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. → Siga-me no Instagram @eu.rafaelcarvalho. Profile

Deixe seu comentário:

plugins premium WordPress